Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Etanol

Etanol

 

O etanol (CH3CH2OH), ou álcool etílico, pode ser obtido a partir do processamento e fermentação de cana de açúcar, milho, beterraba e batata, entre outros. Na indústria sucroalcooleira brasileira, a cana é a matéria-prima mais utilizada e pode ter dois destinos: produção de açúcar ou etanol.

Atualmente, o Brasil produz etanol de 1ª geração e 2ª geração. Os automóveis que circulam no País utilizam duas categorias de etanol: hidratado e anidro. O hidratado é usado diretamente em motores desenvolvidos para este fim ou em motores com tecnologia flex. O anidro é misturado à gasolina, sem prejuízo para os motores, em proporções variáveis, de acordo com a vigência legal.

Clique aqui para acessar o Boletim do Etanol.

  • Clique aqui para saber a diferença entre as plantas de 1º e 2º geração. 

    A principal diferença entre as plantas de 1º e 2º geração é que as de segunda geração incluem etapas de pré-tratamento e hidrólise da celulose antes de iniciada a fermentação. O bagaço de cana de açúcar apresenta quantidade significativa de celulose em sua composição, o que favorece o uso dessa matéria-prima lignocelulósica no processo.

    Nos processos de 1ª e 2ª geração, pode-se obter etanol hidratado, consumido puro em motores desenvolvidos para este fim, e etanol anidro, obtido após um processo de desidratação ou retirada de água. Este último é misturado à gasolina, sem prejuízo para os motores, em proporções variáveis.

Destaques

Atenção produtor de etanol

Prazo para regularização de produtores de etanol termina em 31 de agosto.

Fim do conteúdo da página
>