Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sondas

Publicado: Quarta, 14 de Setembro de 2016, 19h29
Atualizado: Sexta, 17 de Novembro de 2017, 10h30

Os operadores de contratos com a ANP devem enviar à Superintendência de Segurança Operacional e Meio Ambiente (SSM) da ANP informações sobre as instalações responsáveis pela realização de atividades de construção, intervenção e abandono de poços terrestres e marítimos em território nacional.

As informações de sondas são fornecidas da seguinte forma:

- Para qualquer sonda, o cadastro deve ser realizado no sistema i-SIGEP antes do envio da primeira Notificação de Perfuração de Poço (NPP), Comunicação de Reentrada em Poço (CRP) ou qualquer outro documento relacionado a poço.

- No caso de sondas marítimas, deverá ser enviada a Documentação de Segurança Operacional (DSO) conforme Regulamento Técnico de Segurança Operacional para Instalações Marítimas de Exploração e Produção (SGSO), estabelecido a partir da Resolução ANP nº 43/2007. A Descrição da Unidade Marítima (DUM), Matriz de Correlação (MC) e o Relatório de Informações do Concessionário (RIC), que compõe a DSO, devem ser apresentados, no mínimo, 90 dias antes do início previsto das operações da sonda marítima no Brasil.

- Conforme Ofício Circular ANP nº 003/SSM/2014, os Operadores foram notificados a informar todos os términos de contrato com unidades marítimas de perfuração, completação e/ou intervenção, em, no mínimo, 30 dias antes do encerramento.

Clique aqui para fazer o download da planilha de carga e do manual de preenchimento do i-SIGEP.

 

 

Fim do conteúdo da página
>