Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Avaliação de Descoberta

Publicado: Quarta, 14 de Setembro de 2016, 16h48
Atualizado: Sexta, 14 de Outubro de 2016, 19h17

Quando a perfuração de um poço leva à descoberta de petróleo ou gás natural, o concessionário ou contratado pode optar por avaliar esta descoberta, ou seja, determinar de forma mais acurada a extensão e as características do reservatório, o volume e as características do hidrocarboneto e, por fim, a viabilidade econômica de um projeto de desenvolvimento da produção. Esta etapa é denominada de Avaliação de Descoberta e ocorre na fase de exploração ou, eventualmente, na fase de produção.

As operações de avaliação de descoberta envolvem quantidades consideráveis de análises dos dados obtidos com perfuração, teste de formação, aquisição de novos dados geofísicos e perfuração de poços de extensão para delimitação da acumulação.

Para avaliar a descoberta, o concessionário ou contratado deverá enviar para aprovação da ANP o Plano de Avaliação de Descoberta (PAD), que é um programa de trabalho com prazos e investimentos necessários para essa avaliação.

Ao final das atividades de avaliação, os resultados obtidos devem ser apresentados no Relatório Final de Avaliação de Descoberta (RFAD). A aprovação deste relatório pela ANP confere efetividade a uma eventual Declaração de Comercialidade.

+ Quer saber mais sobre o Plano de Avaliação de Descoberta?

 

Fim do conteúdo da página
>