Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Armazenamento e movimentação de produtos líquidos > Orientações sobre os arquivos de dados georreferenciados solicitados para atendimento à Resolução ANP Nº 52/2015
Início do conteúdo da página

Orientações sobre os arquivos de dados georreferenciados solicitados para atendimento à Resolução ANP Nº 52/2015

Publicado: Quinta, 20 de Abril de 2017, 19h59
Atualizado: Quinta, 23 de Novembro de 2017, 14h53

Ficam definidos os procedimentos e orientações para formatação e entrega dos dados georreferenciados de terminais e suas instalações, oleodutos e gasodutos de transporte e transferência.

Requisitos básicos:

Formatos das coordenadas: padrão ANP4c;
Os dados georreferenciados podem ser enviados por meio de:

  • Arquivo shapefile *.shp (incluindo também arquivos *.prj + *.shx + *.dbf) ou
  • Planilha eletrônica contendo as coordenadas e demais informações de atributos (*.xls).

Contatos na ANP para dirimir dúvidas:

Com relação ao Padrão ANP 04C e o formato dos Dados Georreferenciados:
Wesley Fernandes / SDT
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Com relação aos dados específicos de Gasodutos, Oleodutos e Terminais:
Superintendência de Comercialização e Movimentação de Petróleo, Seus Derivados e Gás Natural - SCM
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

1. Terminais de Líquidos

Importante:

  • Informar separadamente os limites da área total do terreno do terminal, em formato de FEIÇÃO POLIGONAL (seguindo as orientações do item 1).
  • Informar separadamente suas áreas de bacias de tanques, áreas de bombas e demais áreas relevantes. As áreas devem estar em formato de FEIÇÃO POLIGONAL ou PONTUAL, dependendo da área (seguindo as orientações do item 1).
  • Informar separadamente os pontos de atracação. Os pontos devem estar em formato de FEIÇÃO POLIGONAL ou PONTUAL, dependendo do tipo de ponto (seguindo as orientações do item 1).
  • Informar separadamente cada tanque e demais unidades do terminal, em formato de FEIÇÃO PONTUAL (seguindo as orientações do item 1).
  • Informar os dutos portuários em feição LINEAR (seguindo as orientações do item 2).

 


1.1. Tipos de feições para as áreas e instalações de terminais (shapefile)

  • Limites e demais áreas do terminal: Polígonos
  • Unidades do terminal: Pontos

 

1.2. Tabelas de atributos dos shapefiles de áreas e unidades de terminais:

Deve ser incluído na Tabela de Atributos do shapefile uma vinculação entre a feição informada e seus atributos (“nome do campo”).

No caso de envio dos dados georreferenciados por planilha, devem ser inseridas colunas para identificação das coordenadas que estão sendo enviadas, de acordo com os nomes de campo definidos nas tabelas abaixo.

* Caso não exista código SIMP deve ser informada identificação livre, seguindo o formato definido.

1.2.1. Para cada Terminal

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
DESC_TERMINAL Nome e demais descrições do Terminal (livre) TEXTO (20)

1.2.2. Para cada área do Terminal (ÁREAS_TERMINAL)

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
DESC_TERMINAL Identificação da área (interna da empresa) TEXTO (10)
DESC_TERMINAL Cod_Tipo_Area (inteiro): 1 - Bacia de Tancagem; 2- Área de Bombas;  3 – Manifold;  4 - Área de Scrapers INTEIRO (2)

1.2.3. Para cada unidade de armazenamento

Obs.: As unidades de armazenamento em um terminal são: tanques, esferas, vasos de pressão.

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_UNIDADE Código ANP da Unidade (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_TIPO_UNIDADE

Cod_Tipo_Unidade: 1 – Tanque;  2 - Esfera; 3 - Vaso de Pressão

INTEIRO (10)

1.2.4. Para cada plataforma de carregamento/descarregamento

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_PLATAFORMA Código ANP da Plataforma (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_TIPO_PLATAFORMA

Cod_Tipo_Plataforma: 1 - Plataforma Ferroviária;
2 - Plataforma Rodoviária

INTEIRO (10)

1.2.5. Para cada equipamento auxiliar

Obs.: Os equipamentos auxiliares são Tanque de água de incêndio, Separador de Água e Óleo, Unidade de secagem/refrigeração, Equipamentos de combate a incêndio, Tanque de LGE, etc.

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
TAG_ EQUIPAMENTO Código ANP da Plataforma (caso exista*) TEXTO (10)
DESC_EQUIPAMENTO

Descrição do Tipo de Equipamento

TEXTO (50)

 


2. Pontos de atração

2.1. Feições para pontos de atracação

  • PIER: Polígono
  • CAIS: Polígono
  • QUADRO DE BOIAS: Ponto
  • QUADRO DE ÂNCORAS: Ponto

2.2. Tabelas de atributos dos shapefiles dos pontos de atracação

 2.2.1. Para cada PONTO DE ATRACAÇÃO_FEIÇÃO POLIGONAL

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_PTO Código ANP do Ponto de Atracação (caso exista*) INTEIRO (10)
TAG_ PTO

TAG de cada Ponto de Atracação

TEXTO (10)
COD_TIPO_PTO

Texto descrevendo o tipo de Ponto de Atracação: 1 – Pier; 2 - Cais

INTEIRO (2)
TBP_PTO TBP da embarcação de maior porte compatível INTEIRO (7)
LOA_PTO Comprimento Máximo da Embarcação INTEIRO (4)
CALADO_PTO

Calado do Ponto de Atracação (distância da lâmina d’água até a quilha do navio)

INTEIRO (2)

2.2.2. Para cada PONTO DE ATRACAÇÃO_FEIÇÃO PONTUAL (Quadro de Boias ou de âncoras)

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_TERMINAL Código ANP do Terminal (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_PTO Código ANP do Ponto de Atracação (caso exista*) INTEIRO (10)
TAG_ PTO

TAG de cada Ponto de Atracação

TEXTO (10)
COD_TIPO_PTO

Código do tipo de Quadro: 1 - Quadro de boias; 2 - Quadro de âncoras

INTEIRO (2)

 


3. Trechos e dutos portuários, de transporte e transferência


3.1. Feições para os trechos de dutos e suas instalações:

Informar separadamente cada TRECHO de oleoduto autorizado pela ANP em formato de FEIÇÃO LINEAR.

Informar as unidades ou áreas do tipo Estações de Bombeamento, Lançadores e Recebedores de PIGs em formato de FEIÇÃO POLIGONAL.

Origens e destinos localizados nas extremidades dos dutos (origem do primeiro trecho e destino do último trecho) podem ser instalações do tipo Refinarias, Terminais, Bases de distribuição, etc. e não as estações de bombas e lançadores/recebedores dentro destas instalações.

A separação em trechos é livre, contudo deve ser coerente com a Autorização outorgada pela ANP. Recomendamos informar como novos trechos quando o duto mudar de ambiente, passar de ‘aéreo para enterrado’, ‘terrestre para submarino ou submerso’, e vice-versa, e também nas mudanças de diâmetro.

No caso de envio dos dados georreferenciados por planilha, devem ser inseridas colunas para identificação das coordenadas que estão sendo enviadas, de acordo com os nomes de campo definidos nas tabelas abaixo.

* Caso não exista código SIMP deve ser informada identificação livre, seguindo o formato definido.


3.2. Feições para as áreas e instalações:


3.3. Tabelas de atributos:

 3.3.1. Para cada DUTO (CONJUNTO DE TRECHOS/LINHAS)

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_DUTO Código ANP do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)

 

3.3.2. Para cada TRECHO

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_DUTO Código ANP do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_TRECHO Código ANP do Trecho do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)
TRECHO_PRINCIPAL Identificar se o trecho é o principal do duto BOOLEANO (1)
TIPO_FLUXO Unidirecional (U) ou Bidirecional (B) TEXTO (1)

 

3.3.2. Para cada UNIDADE DE TRECHO

NOME DO CAMPO DESCRIÇÃO FORMATO
COD_ISIMP_DUTO Código ANP do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_TRECHO Código ANP do Trecho do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)
COD_ISIMP_UNIDADE Código ANP do Trecho do Duto (caso exista*) INTEIRO (10)
DESC_UNIDADE Descrição da Unidade TEXTO (40)
Fim do conteúdo da página
>