Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > 1º Ciclo da Oferta Permanente: revitalização das atividades em terra
Início do conteúdo da página

1º Ciclo da Oferta Permanente: revitalização das atividades em terra

Publicado: Quinta, 12 de Setembro de 2019, 19h00
Atualizado: Quinta, 12 de Setembro de 2019, 19h00

Como resultado do 1º Ciclo da Oferta Permanente, a ANP prevê um aumento de 40% na quantidade de operadores independentes no onshore brasileiro. Com a assinatura dos contratos, a ANP estima que haverá 10 novos operadores independentes produzindo em campos terrestres no país, chegando a 25 operadores independentes no onshore, além da Petrobras.

Foram 45 áreas arrematadas, dentre blocos exploratórios e áreas com acumulações marginais, sendo apenas 3 blocos offshore. Isso implica que 97% do total de investimentos assegurados – correspondentes a R$ 312 milhões – serão destinados aos blocos terrestres.

A sessão pública do 1º ciclo da Oferta Permanente, realizada no dia 10 de setembro de 2019, além de representar um novo e exitoso modelo de licitação, que oferece, permanentemente, um portfólio de blocos e áreas com acumulações marginais à empresas interessadas, também mostrou-se eficaz em atender as diretrizes dispostas na Resolução CNPE nº 17/2017, em especial a de incentivar a exploração e a produção de petróleo e de gás natural em bacias terrestres e de aumentar a participação de empresas de pequeno e médio portes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página
>