Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > ANP atende ao público e participa de debates na ExpoPostos
Início do conteúdo da página

ANP atende ao público e participa de debates na ExpoPostos

Publicado: Sexta, 16 de Agosto de 2019, 15h09
Atualizado: Sexta, 16 de Agosto de 2019, 15h23


Estande da ANP na ExpoPostos 2019, que aconteceu em São Paulo de 13 a 15 de agosto. / Crédito: Divulgação ANP

A ANP participou da 14ª Feira e Fórum Internacional de Postos de Serviços, Equipamentos, Lojas de Conveniência e Food Service - ExpoPostos 2019, que aconteceu de 13 a 15 de agosto em São Paulo.

A Agência contou com um estande na Feira, no qual foi realizado o atendimento a cerca de 200 participantes. Técnicos da Agência tiraram dúvidas de agentes regulados e outros interessados, sendo a maioria sobre solicitação de autorização para exercício da atividade e atualização de cadastro.

Os interessados puderam realizar ainda um cadastramento expresso no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), já saindo da feira habilitados para encaminhar seus documentos de forma eletrônica. Foram efetuados 65 cadastros ao longo dos três dias do evento e feita a divulgação do SEI e da possibilidade do peticionamento eletrônico.

O evento teve presença dos diretores da ANP Aurélio Amaral e Felipe Kury, além de superintendentes e técnicos. Kury foi palestrante, no primeiro dia, no painel “Combustíveis - Desafios e Oportunidades do Mercado de Combustíveis no Brasil”, que abordou, entre outros temas, a importância do fortalecimento do setor, da simplificação tributária e da promoção dos investimentos privados em infraestrutura.

Em meio ao debate sobre possíveis mudanças no marco regulatório da distribuição e revenda, o diretor destacou que o momento é de reduzir assimetrias de conhecimento nas diferentes esferas de discussão e se aprofundar na estrutura dos problemas. Felipe Kury ressaltou a importância de resolver questões estruturais, que têm impacto direto sobre o setor de combustíveis, com destaque para a tributação. "Quando se fala em concorrência, um dos pontos mais impactantes hoje é a sonegação, que pressiona as empresas que trabalham regularmente", afirmou.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página
>