Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Informações atualizadas dos órgãos federais que compõem o grupo de acompanhamento do incidente no campo de Frade
Início do conteúdo da página

Informações atualizadas dos órgãos federais que compõem o grupo de acompanhamento do incidente no campo de Frade

Publicado: Sexta, 25 de Novembro de 2011, 11h55
Atualizado: Terça, 02 de Abril de 2019, 12h47

No sobrevoo realizado ontem (24) por helicóptero da Marinha, com técnicos da ANP, foi verificada nova diminuição da mancha, que continua se afastando do litoral. A partir da observação visual, estima-se que ela esteja com 3,8 km de extensão e cerca de 1 km² de área. No dia 21, a mancha era de cerca de 2 km². Ainda é possível notar o afloramento de óleo na superfície.

Reitera-se que, como o vazamento ocorreu a grande profundidade, o óleo leva tempo considerável para chegar do fundo do mar até a superfície. Assim, outras manchas que surjam não representam, necessariamente, um novo vazamento.

Segundo o IBAMA, não foi recebida nenhuma comunicação sobre fauna afetada pelo óleo.

A Marinha coletou amostras do óleo proveniente deste incidente para análise com o propósito de identificar sua composição química.

O Grupo de Acompanhamento, formado pela ANP, IBAMA e Marinha do Brasil, prossegue fiscalizando as medidas que vem sendo tomadas pela Chevron Brasil Petróleo Ltda. para conter o vazamento de óleo, no Campo de Frade, na Bacia de Campos, no litoral do Rio de Janeiro, e mitigar as suas consequências.

registrado em:
Assunto(s): segurança operacional , incidente , vazamento , Frade , mancha de óleo , grupo de acompanhamento
Fim do conteúdo da página
>